Em retorno ao Brasil, T. Mills mostra carisma e contagia público


Após completar 1 e mais alguns meses, o T. Mills apresentou-se novamente em terras brasileiras, dessa vez em uma data em São Paulo, no último dia 9. 




Desde cedo os fãs já começaram a agrupar-se nas redondezas da casa de show, o que fez a rua ficar levemente interditada. Mesmo com a temperatura baixa, ninguém ficou acanhado ou desanimado, pois o único desejo era entrar e conferir de perto o que Travis e sua equipe preparava. 




Para a felicidade dos fãs, a abertura dos portões ocorreu pontualmente assim como o início do show. Instantes antes do relógio marcar 22 horas foi possível ouvir a introdução que anunciava a primeira música do show: "She Got A...", que fez os fãs irem ao delírio. Veja abaixo o momento:


Não deixando a emoção cair, Travis puxou "The Boom" e causou histeria no momento do fecho "I like her, her, her, her, her, her, her and her" da música enquanto apontava para cada um dos fãs. Percebendo a euforia, T. Mills cantou novamente o trecho no fim da música. 

 



Já na terceira música o público ganhou um T. Mills mais solto, que arriscava passos de dança introduzindo "Other Bitch Callin'". Quando chegou no refrão perguntou "who is it?" e deixou a platéia continuar cantando. Ao final dela, o músico parou e ficou olhando em direção do público, o que o fez ser ovacionado. 


Travis sorriu e deu início a "Loud", que teve suas rimas cantadas em partes: Mills cantava um verso e o público o verso seguinte. Quase no final da música Klue era visto tocando bateria em pé. Durante os "ohh ohh ohh", Mills virou de costas e deixou que os fãs cantassem essa parte. 


Com o final de "Loud", teve-se a primeira interação do cantor com o público. Travis mostrou estar muito feliz e apresentou-se, enquanto fazia isso, um fã jogava um boneco de pelúcia que o representava. Em resposta foi dito entre sorrisos: "it's really fucking cool"



Nas paredes que rodeavam o palco começou a ser refletido imagens de garotos com pôs coloridos sendo jogado nelas; iniciava-se "Riverside Girl". Nos versos finais foi trocado Riverside por São Paulo, deixando a música "but I fell in love whit São Paulo", criando uma atmosfera muito agradável no lugar w após isso pede para o público "fazer barulho" para Klue e Panda, que dividiam o palco com ele. 


Chegou a vez de "Bodybetter" e a plateia ali presente assistiu de perto diversas danças provocativas, levando o público feminino a loucura. T. Mills saiu do palco ao som de um instrumental de "Hollywood", deixando Klue executar seu solo por cima da base. Com o fim do instrumental ele retorna e canta a música e pergunta se o público está preparado para ir à loucura e todos dizem que sim. Assim começa "All I Wanna Do", que por sinal foi um dos pontos altos do show pois ele deixou  os fãs a cantarem diversas vezes e por ter pego o celular de uma fã que estava na grade para filmar-se.  



Para amenizar o clima, foi anunciada "Leaving Home", com o argumento de que ela é muito especial e demostrou gratidão por ter saído de casa para tocar no Brasil. Durante esta música foi visto o potencial vocal dele. Não deixando as coisas permanecerem calmas, T. Mills manda os fãs gritarem o máximo que podem, puxa "Scandalous" e chama uma fã para cantar com ele no palco. Quando ela sobe, ele coloca nela seu boné. Na música seguinte Travis chamou mais um fã para cantar com ele, dessa vez a música escolhida foi "Coldest Winter". O fã por sua vez soube representar muito bem. 



Vez de "Yesterday" e durante a música Travis surge com um bastão de selfie e com ele filmou-se com os fãs de fundo. Ao fim de "Faded" ele mostrou estar  preocupado com os fãs que estavam sendo empurrados e diz: "we love music, we love São Paulo, we love have a great times" e assim pede para que parassem. 


Outro grande momento do show foi durante "Vans On", pois era possível ver diversos fãs divertindo-se. No final muitos tênis foram jogados no palco e foram jogados de volta autografados. Após isso Mills pede para que todos ali presentes fizessem triângulos com a mão; é dado início à "Diemonds", numa versão um pouco diferente da que conhecemos.



A emoção foi tão grande que gritaram incansavelmente "Travis eu te amo" e isso fez com que ele pedisse ao seu segurança traduzir algumas coisas. E o segurança repassa o recado: ele teve o melhor show de sua carreira, com o melhor público e nunca nada vai conseguir pagar aquele momento e ainda disse que o público daqui é muito bonito e que o ama muito. Após esses dizeres um novo coral de "Travis eu te amo" foi iniciado e ele responde: "I fucking love you guys" e ainda arriscou em português: "eu te amo São Paulo"



Para encerrar o show foi dado play em "She Got A..." somente para Travis, Panda e Klue interagirem com o público. Com o término manda beijos e solta um verdadeiro e acolhedor "eu te amo Brasil". Dessa forma Mills se despede e deixa um gosto de quero mais.



Todas as fotos presentes na postagem são do Timoteco Fotografia.

Comente com o Facebook:

0 Comentários:

Postar um comentário