A invasão britânica | Bê-a-Bá Musical


“Invasão Britânica” é nome que damos ao movimento que implantou o rock britânico na América. Liderado pelos Beatles e a beatlemania nos anos de 1964 a 1966 passou a ser comum ouvir bandas da terra da rainha tocando nas grandes rádios americanas, principalmente as estadunidenses.



Muitos dizem que a invasão britânica só teve hesito porque Elvis Presley em 1958 alistou-se no exército e deixou sua carreira de músico de lado, incluindo as paradas de sucesso, logo, os Estados Unidos ficaram carentes de um ídolo do rock. Foi ai que entraram os The Beatles e todos seus conterrâneos como The Who, Rolling Stones e Led Zeppelin. Com Elvis ou não, a invasão tem tido continuidade até os dias atuais. 


Uma década depois, Pink Floyd lançou os discos “The Dark Side of the Moon” e “Wish You Were Here” e com eles conseguiu seu devido destaque nas terras do Tio Sam. Black Sabbath e Deep Purple também destacaram-se na década de 70 e ainda foram os pioneiros dos estilos heavy metal e hard rock. Queen apareceu e soube misturar o rock britânico com o pop, tal junção o transformou na lendária banda que conhecemos até hoje. 


Mais dez anos se passaram e a partir daqui chamamos de “segunda invasão britânica” pois o mundo passou por novas mudanças e muita coisa nova surgiu, sendo uma delas a importância da MTV que desde então se encarregou de divulgar para os americanos os talentos ingleses, sem eles precisarem necessariamente passarem temporadas no país. New Order, Duran Duran, Eurythmics, Pet Shop Boys e The Cure são alguns dos exemplos que estouraram nessa segunda etapa, mas é importante ressaltar que nenhum deles fez tanto como os Beatles que inclusive causou medo nos governantes americanos devido a tanta “rebeldia” e a forte influência sobre os jovens. 


Em 1990 surgiu “os Beatles de saia”, apelido dado as Spice Girls que até hoje são um símbolo britânico. Nessa mesma década surgiu o que hoje chamamos de Britpop atualmente que foi introduzido graças aos caras do Oasis, Blur e Radiohead.


Na virada do século, especificamente em maio de 2002, nenhum artista britânico estava presente nas paradas de sucesso americanas. Mas esse fato não foi nem um pouco desanimador, tão certo que Muse, Coldplay e McFly fizeram sucesso pouco tempos depois. 


Atualmente ainda colhemos a boa safra que o Reino Unido nos oferece. O “bum” mais recente é sem dúvidas Arctic Monkeys que toca continuamente nos rádios. E do Britpop temos a boyband One Direction, grupo que assim como as Spices estão carregando a bandeira britânica mundo a fora. Amy Winehouse mesmo depois de sua morte é sempre lembrada pela sua potência vocal e pela sua terra de origem. Em outras vertentes temos Florence + the Machine, Ellie Goulding, Ed Sheeran, Sam Smith e Adele. Nomes que muito provavelmente você já ouviu falar ou até mesmo ouviu nos últimos dias. 


Não parece mas para muito artista britânico conquistar a América é um grande sonho utópico, já que são  culturas diferentes e com isso os gostos são diferentes. Portanto saiba que a invasão britânica está cada vez mais presente na América e principalmente: nos seus ouvidos.

Para ouvir:

△ The Beatles | Revolver ouça
△ The Who | My Generation  ouça
△ The Rolling Stones | Let It Bleed ⇢ ouça
△ Led Zeppelin | Led Zeppelin II  ouça
△ Pink Floyd | Dark Side Of The Moon ⇢ ouça
△ Black Sabbath | Black Sabbath ⇢ ouça
△ Deep Purple | Deep Purple in Rock ⇢ ouça
△ New Order | Substance  ouça
△ Duran Duran | Duran Duran ⇢  ouça
△ Pet Shop Boys | Introspective ⇢ ouça
△ The Cure | Disintegration  ouça
△ Oasis | (What's the Story) Morning Glory?  ouça
△ Blur | Blur  ouça
△ Radiohead | OK Computer  ouça
△ Muse | Black Holes and Revelations  ouça
△ Coldplay | A Rush of Blood to the Head  ouça
△ McFly | Motion in the Ocean ⇢ ouça
△ Arctic Monkeys | Favourite Worst Nightmare  ouça

Comente com o Facebook:

0 Comentários:

Postar um comentário