Sincronize: Mundo Alto

Foto: Tinho Sousa

Caminhando para os dois primeiros anos de lançamento do primeiro material, Mundo Alto é formada por Paulo, Grillz, Alê e Aline. Em 2014 lançaram um EP homônimo e com ele foram realizando pequenas apresentações, até que se depararam com um convite da gravadora Hearts Bleed Blue para lançarem algo através deles e essa foi a deixa que receberam para gravarem o “A Interminável Necessidade de Ser” no ano passado.

Ao entrarem para o casting da HBB, viram que seria uma boa oportunidade para trabalhar em um disco cheio, utilizando o tempo que lhes foi dado da melhor maneira possível. E assim deram tempo ao tempo. Levaram as coisas com muita cautela e a experiência com trabalhos passados fez com que economizassem em perrengues e situações fora do controle.

Com a nova rotina, o quarteto pôde passar a ensaiar mais vezes e com isso, identificaram o ritmo que deveriam levar dali pra frente. Divido entre músicas novas e velhas, o álbum “A Interminável Necessidade de Ser” é um disco repleto de melodias “pra cima” e com letras hiper-reais, aliadas a muitas partes experimentais e sons criados e trabalhados pela própria banda. 


Em meio a todo o processo criativo ainda encontraram uma maneira de enriquecer o material. Ao verem que possuíam temas de músicas que não foram explorados o suficiente pra criar outra canção, mas que tinham a cara do disco, surgiu a ideia de usar a parte musicada e inserir algo que remetesse diretamente as canções seguintes. Manifestou-se então a iniciativa de produzir dois interlúdios: “Pelos Velhos Tempos” e “O Processo”. Em ambos, duas obras clássicas da literatura estão presentes, a escolha delas veio de forma instantânea pela a Aline, que viu que “O Médico e o Monstro” (Robert Louis Stevenson) e “A Metamorfose” (Franz Kafka) se encaixariam muito bem.

 “O Médico e o Monstro” retrata uma pessoa que carrega em si uma dupla personalidade e como isso atrapalha em demasia a socialização, assim como é cantado em “Pelos Velhos Tempos”, que é o primeiro interlúdio e ganhou uma sonoridade e vocalização meio estranha, acompanhado de um violão e precede uma música que é acústica, a "É Complicado". O segundo possui uma base muito semelhante a “Pra Melhor” que é a música seguinte. A obra literária trabalhada neste interlúdio é a de Kafka. Assim como no livro, o interlúdio “O Processo” narra uma transformação ocorrida sem ser percebida.


Nos meados de abril a banda fará uma turnê com bandas amigas. Fazendo o caminho inverso, reuniram 3 bandas pequenas e afirmam que não vão parar de realizar esse tipo de encontro pelo fato de ser fora do comum, já que a visibilidade do rock nacional já está em baixa. Qualquer tentativa de fazer a cena circular é válida e bem vinda. O roteiro da turnê que farão ao lado de Taunting Glaciers e Beef totalizam 7 cidades, incluindo megalópoles como São Paulo e Rio de Janeiro e cidades pequenas como Rio do Sul. “É importe estar na estrada, mostrar pra galera que estamos tocando porque é isso que queremos”, complementam.

Foto: Tinho Sousa
Antes mesmo de aventurarem-se pelo o sul do Brasil, eles já haviam ido até o nordeste com bandas também amigas. “A turnê no nordeste foi muito importante por estarmos no festival DoSol e por estarmos associados a tantas bandas grandes”. Mesmo sendo a turnê de estreia, sentiram que foram bem recepcionados pelo público que mesmo não conhecendo o material que estava sendo tocado, prestavam atenção muita atenção. Além de toda a vivência, o festival ajudou bastante na repercussão dos recentes trabalhos divulgados na internet, que é o caso do clipe de “Nada Parece Valer a Pena”, lead single do disco.

A canção é o cartão de visita que toda a banda almeja ter, pelo fato de conseguir dar destaque para todos os pontos positivos presentes no grupo: há solos de guitarra e bateria, há os três cantores mostrando suas distintas vozes de forma harmônica um refrão chiclete e acima de tudo, há uma enorme facilidade de entreter quem está ouvindo. 



E para finalizar a entrevista, pedimos para a banda nos dizer algo que atualmente parece não valer a pena e resposta veio rápido: discutir e perder amizades por conta de política , políticos e afins. Está dada a dica!

Mundo Alto: site - facebook - instagram - twitter - youtube | Disponível em plataformas de streaming.

Comente com o Facebook:

0 Comentários:

Postar um comentário