Precisamos falar sobre: ALOK

Foto: Divulgação

Hear Me Now, Fuego, Never Let Me Go... Espera! Você já ouviu Alok? Acredito que sim. Mas agora, você CONHECE o Alok? Não? Então, precisamos falar um pouco sobre esse cara que anda fazendo muito sucesso por aí.

Alok Achkar Peres Petrillo conhecido apenas pelo nome "Alok" (ou melhor, "alóqui"), é um cara de 25 anos que ultimamente anda estourando nas paradas mundiais. Filho de pais DJs, ele simplesmente já nasceu com a música ali presente na vida dele. Iniciou sua carreira aos 13 anos de idade juntamente com seu irmão gêmeo Bhaskar, no qual, em seu terceiro show já tocavam no festival "Universo Paralello", que inclusive, é de seus pais e ocorre a cada dois anos aqui no Brasil, com a duração de uma semana. Ou seja, desde pequenos, Alok e seu irmão, eram super influenciados e por dentro já do cenário eletrônico por causa de seus pais.

Foto: Alok & Bhaskar/Reprodução: musicnonstop

Após a adolescência os irmãos resolveram investir na carreira solo. E bom, o Alok até tentou fazer uma faculdade, no qual cursou Relações Internacionais por 2 anos mas acabou deixando de lado e entrando de cabeça nesse mundo como DJ e produtor.

Atualmente, Alok é o DJ brasileiro com mais visibilidade internacional. Aliás, até contrato com a gravadora holandesa Spinnin' Records ele fechou! Além das parcerias com Oliver Heldens que ainda não saiu, mas é uma das coisas que todos estão ansiando desde o ano passado para ouvir. O cara simplesmente deu visibilidade ao termo "brazilian bass" que já existia, mas ganhou poder após ele utilizar esse termo para definir a vertente de suas músicas. O resultado disso foi: até o Tiësto investiu no "brazilian bass" e lançou uma track atualmente com Sevenn, chamada "Boom" (clique aqui para conferir).

Mas pra quem acha que o Alok sempre foi assim, produzindo hits atrás hits com suas produções, estão enganados! Alok demorou um certo tempo para chegar num som que o representasse, demorou até um pouco para perder a "vergonha" de falar com o público, afinal, para quem não sabia o Alok costumava a robotizar sua voz no microfone durante seus sets. Alok também demorou para criar essas "batidas" sensuais atuais, no que foi muito julgado tanto desde o início por sua "capacidade" como produtor.

Ano passado ele foi considerado como o melhor DJ do Brasil e sua equipe investiu muito no marketing para ele entrar no raking da DJ Mag de melhores DJs do mundo. Resultado disso foi 44 posição, onde muitos questionaram quem era Alok, já que internacionalmente ele ainda não tinha nenhum hit conhecido, mas aquilo seria apenas questão de tempo.



Hear Me Now chegou e foi lançada pela Spinnin' Records. A música que possui parceria com Bruno Martini e Zeeba, apenas emplacou por mais de 1 mês em primeiro lugar nas rádios brasileiras, além do sucesso fenomenal em diversos países e no Spotify. Alok foi um dos poucos DJs brasileiros a ter uma repercussão gigantesca com um single dessa forma.

Após o sucesso do single, Alok apenas continua lançando bons materiais. Vemos isso com "Fuego", parceria com seu irmão Bhaskar, "All I Want" em parceria com Liu, "Me and You" em parceria com Iro e que entrou até na soundtrack do filme "XOXO" da Netflix, entre outros.

Resumidamente: Alok chegou e não está para brincadeira! Seus investimentos, produções, parcerias e colaborações, festivais no qual tocou e irá tocar, são apenas uma das coisas que ele está disposto para ir além e conquistar cada vez mais seu espaço com a carreira internacional. Isso é bom para o Brasil? É ótimo! Pois a maioria dos DJs famosos são Europeus e poucos brasileiros ganham destaque ou espaço em festivais internacionais. Ou seja, os produtores e público internacional estão de olho no Brasil. Resultado disso foi Tiësto com Sevenn. Quem serão os próximos? Tá aí algo que queremos saber!

Comente com o Facebook:

0 Comentários:

Postar um comentário